Os 4 whiskies com maior graduação alcoólica a venda no Brasil

Humphrey Bogart, na adaptação de O Falcão Maltês, disse que o problema do mundo é que todos estão algumas doses atrasados. Tive que concordar. Muita coisa melhora com um pouquinho de whisky – compromissos familiares e festa do escritório, por exemplo. É como aquela frase pronta, que circula na internet. “Odeio quando dizem que não preciso de whisky para me divertir. Eu também não preciso também de tênis para correr – mas ajuda um bocado.”

Arrisco aqui complementar o sofismo. Se o objetivo for correr o mais rápido possível, alguns tênis são bem melhores que outros. E se a ideia for chegar ao ponto de achar graça até no palhaço do seu chefe que não te dá aumento há três anos, alguns whiskies são bem mais eficientes do que outros. O que vale, aqui, é a graduação alcoólica. Quanto maior, mais rápido você atingirá seu objetivo.

#goal

Mas um whisky com graduação alcoólica elevada não é apenas um atalho para chegar àquele divertido estágio em que os limites sociais se tornam um pouco embaçados. É muito mais do que isso. Eles costumam ser mais intensos também, por serem menos diluídos, e apresentarem maior concentração de congêneres. Como, por exemplo, esteres, ácidos e aldeídos, responsáveis por trazer sabor àquela incrível bebida.

Óbvio que há infinitas exceções, já que fatores como o tipo de destilação e o formato do alambique desempenham um papel importantíssimo na separação dos congêneres do mosto fermentado. Porém, de uma forma bem simplista, poderíamos dizer que certo whisky com maior graduação alcoólica, geralmente, será mais intenso também em sabor.

Assim, sempre preocupado com o bem estar de seus leitores, este Cão preparou uma lista com os quatro whiskies mais alcoólicos à venda oficialmente no Brasil. Porque, afinal, ninguém corre uma maratona descalço.

ARRAN MACHRIE MOOR CASK STRENGTH

O nome denuncia um whisky com uma característica bem incomum no Brasil. Cask Strength. São whiskies que não sofrem qualquer diluição após serem retirados do barril. A graduação alcoólica do Machrie Moor Cask Strength é de 56,2% – a maior já vista por aqui.

Sensorialmente, o Machrie Moor Cask Strength é um whisky extremamente enfumaçado e picante, com uma nota frutada doce que remete a pêssegos. Com um pouco de água – algo como um terço da dose – a pungência é aliviada, e um aroma salino é revelado. Porque, de doce, já tem a vida depois de duas doses desse daqui.

ARRAN THE BOTHY

Se você ficou impressionado com o Machrie Moor, mas não suporta o aroma defumado, então seu número é o The Bothy. Sua graduação alcoolica é de 53,2%. A maturação acontece em barris de carvalho americano que contiveram bourbon whiskey, e depois em barris menores, chamados quarter casks, também de carvalho americano – um processo que eleva a influência da madeira no destilado muito mais rapidamente do que se fossem usados barris tradicionais.

WILD TURKEY 101 BOURBON

O Wild Turkey 101 é, talvez, até hoje, o mais conhecido whiskey do portfólio da famosa marca do peru selvagem. Possui graduação alcoólica de 50% – bem alta para um bourbon em sua faixa de preço. E tem mais – o whiskey sai das barricas com graduação alcoólica bem semelhante àquela do engarrafamento. 54,5%. Ainda que ele não possa ser considerado “barrel proof”, em que não há qualquer diluição, o Wild Turkey 101 chega bem perto disso.

O Wild Turkey 101 possui sabor adocicado e ao mesmo tempo picante, com caramelo e mel. O final é médio, seco e também picante. É um bourbon whiskey que funciona tanto para ser tomado puro quanto para coquetelaria, onde sua graduação alcoólica elevada é muito bem vinda.

BRUICHLADDICH THE CLASSIC LADDIE

O Bruichladdich The Classic Laddie é um animal recessivo no mundo do whisky. Produzido com cevada escocesa, não filtrado a frio e sem a adição de qualquer corante caramelo. E com graduação alcoólica superior à grande maioria dos single malts à venda por aí. Cinquenta por cento.

Se você procura um whisky de alta octanagem, mas com sabor agradável até mesmo para aqueles que não estão acostumados com single malts – ou whiskies de alta octanagem, claro – o Bruichladdich The Classic Laddie é a melhor escolha.

3 thoughts on “Os 4 whiskies com maior graduação alcoólica a venda no Brasil

  1. Excelente, mestre! Sabe que conforme fui me aprofundando no mundo do whisky, fui exigindo uma graduação alcoólica um pouco maior. Aquela filtragem a frio começou a me incomodar e o corante já me deixava preocupado.
    Estou de olho no Machrie Moor, mas a matéria me causou uma certa saudades do meu Port Charlotte.
    Abraço!

  2. Ótimo post! Eu estou tendo o prazer de degustar um Lamas Nimbis de 54% e achando fantástico! Ótima dica que peguei aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *