Os 4 whiskies com maior graduação alcoólica a venda no Brasil

Humphrey Bogart, na adaptação de O Falcão Maltês, disse que o problema do mundo é que todos estão algumas doses atrasados. Tive que concordar. Muita coisa melhora com um pouquinho de whisky – compromissos familiares e festa do escritório, por exemplo. É como aquela frase pronta, que circula na internet. “Odeio quando dizem que não preciso de whisky para me divertir. Eu também não preciso também de tênis para correr – mas ajuda um bocado.” Arrisco aqui complementar o sofismo. Se o objetivo for correr o mais rápido possível, alguns tênis são bem melhores que outros. E se a ideia for chegar ao ponto de achar graça até no palhaço do seu chefe que não te dá aumento há três […]

Lançamento da linha Royal Salute na Coréia do Sul

Sempre fui apaixonado por livros. Gosto de ler quase tudo, ainda que tenha lá meus autores favoritos. Prefiro prosa à poesia, e tenho certa tendência pela ficção. Mas também aprecio um poema ou alguma biografia, desde que escritos com esmero. Assistir um filme ruim, de vez em quando, até tudo bem. São apenas duas horas. Mas a vida é curta demais para subliteratura. Meu interesse pela leitura despertou ainda como Cãozinho, quando ouvia contos de fadas contados pelo Cão pai. Como qualquer criança, me fascinavam as histórias fantásticas, em países distantes, eivados de mágica e populados por reis, rainhas, alquimistas e criaturas mágicas. Castelos e objetos insólitos complementavam a atmosfera cativante. E ainda que sempre me colocasse no papel de […]

Lançamento da nova linha Royal Salute – Na Coréia!

A era digital trouxe infinitas facilidades. E também algumas obsolências. Do telefone fixo, por exemplo. E do correio físico, para cartas. Aqui em casa, temos apenas um telefone fixo, que fica de castigo, instalado na área de serviço, e raramente toca. E quando o faz, nunca é coisa boa. Alguém oferecendo combo de internet, ou alguém pedindo doação. Atender o telefone aqui em casa é certeza de ser achacado. O correio físico vai na mesma linha. Exceto por uma ou outra eventual encomenda, conferir o correio é certeza de desgosto. Multa de trânsito, mala direta de corretora e minha tão admirável quando desesperadora fatura mensal do cartão de crédito. Todas vêm pelo correio e sorrateiramente deslizam por baixo da porta […]

Whiskies para comprar no Duty Free – Julho 2019

Este é um post sazonal, que já teve cinco edições. Depois, leia a primeira, segunda, terceira, quarta e quinta aqui, se quiser. Meu pai uma vez me disse “o espírito pode ser aventureiro, mas o intestino é sempre gregário.” Fora de contexto, tinha apenas uma rasa ideia do que ele queria dizer. Mas, depois de um voo de dez horas para os Estados Unidos, nada confortavelmente encaixado no assento do meio da fileira do meio, pude contemplar, com toda plenitude, a sabedoria emanada por meu progenitor. Escolher seu assento com base em seu acesso ao banheiro de uma aeronave é quase um teste de personalidade. Há dois tipos de pessoas. Aquelas desinibidas, que se sentam no meio e que não ligam de pedir licença às […]

(Ainda mais) quatro personagens que amam whisky

Este é um post sazonal sobre personagens que amam whisky. Para ler os demais posts, clique aqui para o primeiro, aqui para o segundo e aqui para o terceiro. Que o whisky é um catalisador de criatividade, ninguém duvida. O escritor William Faulkner, por exemplo, sempre mantinha uma garrafa ao alcance das mãos enquanto escrevia. Já Charles Bukowski, com todo seu ar hipster maldito, adorava boilermakers mesmo antes deles terem se tornado cool. Dalton Trumbo – roteirista responsável por filmes como Papillon, Arenas Sangrentas e Spartacus – também não dispensava um bom whisky escocês ao exercer sua criatividade. E Samuel Clemens, conhecido pelo pseudônimo de Mark Twain, sempre possuía um bom pretexto para consumir a melhor bebida do mundo: “Eu […]

Sobre a Transparência no mundo do Whisky

Estamos na era da transparência. Transparência essa, movida em grande parte pela desconfiança generalizada. Duvidamos da mídia, das grandes empresas. E das pequenas também. Desconfiamos das intenções das pessoas e do altruísmo. Duvidamos do troco do taxista, da conta do bar – que para mim é sempre surpreendente – e da nossa filha, quando ela diz que ainda não assistiu Patrulha Canina hoje. Tudo é matéria para escrutínio. Mas apesar disso, é engraçado que aceitamos a pouca informação no mundo do whisky. Porque, se você pensar bem, sabemos muito pouco sobre aquilo que estamos bebendo. Na maioria das vezes aceitamos as meias-informações e nos damos por satisfeitos. Basta que o produto tenha um sabor agradável e seja consistente. E a […]

Bebendo o Oscar III – Filmes & Whiskies

Este é um post sazonal. Para ler as edições passadas, de 2017 e 2018, clique nos mencionados aqui. Uns bebem para esquecer. Outros bebem para lembrar. A frase, repetida em cancões de Ben Harper e dos Eagles, se aplica perfeitamente ao whisky. Mas poderia, também, muito bem funcionar para o cinema. Porque muitos assistem filmes para esquecer de seus problemas. Parabolicamente sair do corpo e viver outra vida. Outros, porém, usam as telas para relembrar. De seu passado, ou do pretérito do mundo. Refletir sobre questões importantes ou entender o status quo. Os indicados ao Oscar de melhor filme de 2019 atendem aos dois públicos. E a todos no meio do caminho. Seja pelo ora visceral, ora romântico retrato da […]

Uso de whisky na coquetelaria – Transgressão

Hoje irei direto ao ponto. Sem longas introduções ou comparações, mesmo porque haverá oportunidade para isto no meio deste texto. Há alguns dias lancei um post sobre um coquetel que sou apaixonado. O Rusty Compass. Ele é resultado do cruzamento entre um Blood and Sand e um Rusty Nail, e leva whisky turfado. Uma bela proporção de whisky insanamente turfado, capaz de superar o dulçor trazido pelo Drambuie. Depois de testar quase à exaustão e embriaguez, joguei a metafórica toalha e admiti – o melhor resultado levava Ardbeg. Um single malt de mais de trezentos reais. Era um drink tão delicioso quanto desesperadoramente caro. Resolvi lançá-lo no Cão com essa ressalva. Relativizei um pouco a história, e até mesmo recomendei […]

Presentes para quem ama whisky – Ed. 2018

Natal é sempre um problema. Correria para encontrar as pessoas, comprar presentes. Pensar em todo mundo, sem esquecer ninguém. Pensar no que cada uma dessas pessoas gostaria de ganhar. O que elas precisam, ou o que não precisam e querem, mas não tem coragem de comprar. Alguns são bem fáceis. A Cãzinha, por exemplo. A Cãzinha adora uma certa série de filmes de ficção científica. Então, qualquer coisa daquela franquia funciona. Já a Cã é mais complicada, porque eu nunca sei o que ela quer, e quando ela me dá uma dica, eu não percebo. Por conta da minha parca capacidade de captar sinais  – e de forma a evitar surpresas menos agradáveis – decidi utilizar a mesma técnica do […]

World Class – Final Global

Talvez você tenha perdido o anúncio, então vale repetir. Este Cão foi convidado pela Diageo para cobrir – por um Instagram Takeover – o campeonato World Class, que aconteceu em Berlim neste fim de semana, dias 06 e 07 de outubro, e na segunda-feira, dia 08. O Worldclass, pertencente à Diageo, é um dos maiores campeonatos de coquetelaria do mundo. São mais de dez anos de competição, em mais de cinquenta países. Nessa década de existência, mais de sessenta mil profissionais participaram do campeonato. Durante o campeonato, o renomado bartender Alexandre D’Agostino, do Apothek Cocktails, assumiu a identidade – ou melhor, o Instagram – deste canino, para cobrir o evento. Pudemos conferir algumas novidades, como a edição limitada de Bulleit, […]