Drops – Compass Box Hedonism Blended Grain

Se você viveu no Brasil durante os anos noventa, provavelmente lembra de um animal lendário, que tomou conta dos noticiários por algum tempo. o Chupacabras. O chupacabras era, alegadamente, um bicho sem pelos, feio, fedido e que se alimentava do sangue de animais de rebanho, deixando corpos de suas vítimas completamente secos.

Sua história começou em Porto Rico, em 1995, e se espalhou rapidamente. O monstro começou a ser visto em locais tão distantes quanto o Texas e a Argentina, num estranho caso de proliferação instantânea internacional. Até mesmo corpos do que muitos acreditavam ser chupacabras começaram a surgir.

O Chupacabras tornou-se tão famoso que Bejamin Radford – um homem cuja profissão de “cético profissional” é ainda mais bizarra do que o chupacabras – conduziu uma investigação de cinco anos para descobrir o que todo mundo com alguma inteligência já sabia. O Chupacabras não existe.

Benjamin concluiu que a descrição inicial do Chupacabras fora resultado da maluquice de uma senhora que assistira um fime B na televisão – Species – que apresentava um bicho bem parecido. E os corpos encontrados também eram falsos. A maioria  das carcaças era de guaxinins e cachorros com sarna, com exceção de um que – brilhantemente na minha opinião – era um peixe.

medo.

Uma lenda parecida com o chupacabras no mundo do whisky era o do blended grain. Blended grains são whiskies produzidos somente com whiskies de grão, de duas ou mais destilarias, sem qualquer adição de malt whiskies. Apesar de possível, até pouco tempo, ninguém tinha visto. Principalmente porque julgava-se que whiskies de grão eram produtos inferiores, menos complexos e interessantes. Sua função era apenas proporcionar certa leveza a blended whiskies – a parte do caráter e personalidade ficaria com os whiskies de malte. Era como fazer um filme apenas com figurantes!

No entanto, com o advento do novo milênio, a outrora recém fundada Compass Box Whisky Co. resolveu desafiar este dogma. Pelas mãos de seu presidente, John Glaser, nascia o primeiro blended grain scotch whisky da história – o Hedonism. A ideia era justamente mostrar que utilizando grain whiskies de qualidade, podia-se criar um blended grain tão complexo e agradável quanto um single malt.

Até hoje, com exceção das edições especiais limitadas, o Hedonism é o whisky com produção mais contida dentro da Compass Box. São misturados entre quinze e vinte barricas por vez apenas, produzindo entre um e dois lotes por ano. Por conta da disponibilidade variável dos whiskies de grão, há uma sensível variação de sabor de lote para lote. A própria Compass Box divulga a receita parcial deles em seu website – a deste Cão continha whiskies de Camronbridge e da Port Dundas, uma destilaria de grain whiskies fechada em 2010! Aliás, para os whisky-geeks, a garrafa é quase uma aula de história. Port Dundas foi fechada justamente porque a Diageo – sua proprietária – decidira concentrar a produção de seus whiskies de grão em Cameronbridge.

A famosa chaminé de Port Dundas sendo demolida (fonte: BBC)

Nas palavras de John Glaser “Hedonism representa um estilo pelo qual somos meticulosos. Ele é baseado em dois pontos-chave: usar whisky de grão escocês de destilarias que possuam o “estilo adocicado” (p.e. Cameronbridge), e maturando apenas em barricas de carvalho americano de primeiro uso. Ao produzir cada lote de Hedonism, rejeitamos mais de metade das amostras que recebemos. Como as barricas podem variar consideravelmente entre si, mesmo que de uma mesma destilaria e na mesma idade, este processo de seleção é crítico para um whisky tão delicado quanto o Hedonism“.

Assim, se você gosta de whiskies leves, adocicados e florais, ou se tem curiosidade de saber o resultado desta experiência da Compass Box, não deixe de procurar o Hedonism.  Longe de ser um animal lendário, ele não é uma visão rara nas prateleiras de lojas internacionais. E vá por mim, assim como o chupacabras, você tomaria até a ultima gota.

COMPASS BOX HEDONISM

Tipo: Blended Grain Whisky

Marca: Compass Box Whisky Co.

Região: N/A

ABV: 43%

Notas de prova:

Aroma: adocicado, coco, mel, baunilha. O álcool está bastante aparente no olfato.

Sabor: Coco bastante aparente, mel, baunilha, balinha de doce de leite (daquelas duras). Final médio, com baunilha e mel.

Disponibilidade: apenas lojas internacionais.

One thought on “Drops – Compass Box Hedonism Blended Grain

  1. Como vai, mestre?
    Muito interessante observar o resultado desta experiência. Compass Box sempre está inovando.

    Grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *