Doze Glorioso – Famous Grouse 12 anos

o-cao-engarrafado-famous-grouse-12-anos

Essa semana, enquanto pesquisava um pouco mais sobre o whisky deste post, curiosamente esbarrei em uma página sobre o Glorious Twelfth. E graças à minha falta de foco e gosto pela procrastinação, resolvi perder alguns minutos lendo sobre ele. O Glorious Twelfth ocorre no dia doze de agosto, e é perfeito para todos aqueles cujo conceito de diversão inclui pagar centenas de libras, pisar em poças de lama e ser picado por insetos inconvenientes. Tudo isso pela oportunidade de matar seu próprio jantar.

É que o Doze Glorioso – como poderia ser cretinamente traduzido para nossa língua lusitana – marca o início da temporada de caça ao Tetraz, um pássaro típico do Reino Unido. Apesar de polêmico, o Glorious Twelfth continua incrivelmente popular. Estima-se que a caça à tetraz movimente mais de cento e cinquenta milhões de libras por ano.

Eu, que tenho preguiça até de ir até a geladeira, não consigo conceber uma ideia pior que essa. Além de caro e sujo, a atividade beira o impossível. O tetraz é uma ave bastante ágil, que consegue mudar de direção de voo quase instantaneamente. Por isso, inclusive, que é uma das mais cobiçadas para caça.

Não, mais uma vez - eu não sou um peru.
Não, mais uma vez – eu não sou um peru.

Apesar de se espalhar por grande parte do Reino Unido, a maior população de tetraz está, justamente, na Escócia. Seu habitat natural é também característica do país – os campos de urze, que lhe servem de alimento. Por conta disso, o tetraz tornou-se o símbolo da Escócia. Assim, foi apenas uma questão de tempo até que ele se tornasse também o símbolo do produto nacional mais conhecido por lá – o whisky.

A tetraz é o símbolo dos blended scotch whiskies da Famous Grouse, já revistos algumas vezes por aqui. Apesar de um portfólio bem extenso – com grain whiskies e blended malts – apenas três expressões da Famous Grouse são encontradas oficialmente no Brasil. O tradicional Famous Grouse Finest, o defumado Black Grouse (agora rebatizado de Smoky Black), e o Famous Grouse 12 anos, a mais exclusiva das três.

A marca Famous Grouse teria sido criada por Matthew Gloag, sobrinho de outro Matthew Gloag, fundador de um empório chamado Matthew Gloag & Son, em 1842. Como você pode ver, criatividade em abundância corria pelas veias daquela família.

Matthew sobrinho, ao assumir o negócio de seu tio, resolveu que batizaria sua linha de blended whiskies em homenagem à ave simbolo de seu país. Não satisfeito, cheio de boas ideias e com um faro de raro bom gosto, teria pedido à sua filha Philippa que desenhasse o famoso galináceo para servir de símbolo.

Atualmente a Famous Grouse faz parte do Edrington Group. Em seu portfólio estão destilarias como The Macallan e Highland Park, além daquela que serve de lar espiritual para a marca do peru – quero dizer, tetraz – a Glenturret. No campo dos blended whiskies, o grupo controla também a marca Cutty Sark.

O peruzão da Glenturret.
O peruzão (ahem) da Glenturret.

Aliás, como já dito anteriormente por aqui, há um ponto interessante sobre o uso dos The Macallan. É que a destilaria utiliza somente os 26% centrais de seu processo de destilação para a fabricação de whisky. Neste percentual, os 17% centrais vão para os single malts. O restante (4,5% de cada ponta) é empregado na produção dos whiskies da linha Famous Grouse. Todo o resto – 75% – é descartado.

O Famous Grouse 12 anos é um whisky relativamente encorpado, bastante equilibrado, levemente puxado para o adocicado e com nenhuma – ou talvez pouquíssima – defumação.  Os principais single malts em sua fórmula são Glenturret, The Macallan e Highland Park. Este Cão também suspeita de que haja Glenrothes, ainda que isto não passe muito de um palpite educado.

No Brasil, uma garrafa de um litro do Famous Grouse 12 custa em torno de R$ 200,00 (duzentos reais). Uma pequena fração do que custaria uma caçada no Glorious Twelfth, e um preço alinhado com os demais blended whiskies de sua categoria à venda em nosso mercado. Para aqueles que procuram um blended whisky encorpado, equilibrado mas com personalidade, o Famous Grouse 12 é um tiro certeiro. Este sim, é o verdadeiro Doze Glorioso.

THE FAMOUS GROUSE 12 ANOS

Tipo: Blended Whisky com idade definida (12 anos)

Marca: Famous Grouse

Região: N/A

ABV: 40%

Notas de prova:

Aroma: mel, açucar mascavo, frutado.

Sabor: frutas secas e caramelo. Relativamente encorpado, com final progressivamente mais seco e com especiarias.

Com Água: Adicionar agua reduz o sabor frutado e ressalta as especiarias.

 Preço: em torno de R$200,00 (duzentos reais)

Disponibilidade: disponível no Brasil

11 thoughts on “Doze Glorioso – Famous Grouse 12 anos

  1. Como vai, Mestre?
    Esta análise veio muito a calhar, pois este é com quase total certeza minha próxima aquisição.
    Tenho o Black Grouse, o qual se tornou facilmente meu whisky preferido até o momento, mas aí que começam a surgir minhas dúvidas a respeito dos Famous Grouses: tenho lido muito a respeito em sites gringos sobre as mudanças na composição das expressões da Famous Grouse, o que não vem agradando nada a maioria dos consumidores, pelo que tenho lido.
    Li que houve alteração em praticamente todas as expressões, mas sem dúvidas a que mais sofreu mudanças foi justamente a 12y. Inclusive, praticamente cada site vende uma versão diferente dessa expressão, sendo a versão anterior a de graduação de 43%, correto?
    Minha dúvida é: A versão mais antiga pode ser considerada melhor? Eu sei que a fórmula sofre alterações, mas até que ponto eles podem alterar?
    E aproveitando: Já provou a Alpha Edition? Será que vem para o Brasil? Sabe como é, né? “A smokier expression of already rather smoky Black Grouse”(…) me parece bem interessante haha.

    Grande abraço!

    1. Mestre Felipe, nunca tomei o Alpha. Tenho curiosidade!

      Não sei se melhor. A composição muda mesmo de tempos em tempos, é uma questão de oferta/procura dos single malts. Talvez o antigo fosse um pouco mais “redondo” e “amadeirado”. A ideia, entretanto, é que haja constância. Então não deve ter mudado tanto. Vejo isso pelo Green. Ainda prefiro o antigo. Há lá uma certa diferença, mas se você provar os dois em dias diferentes, duvido que vá notar de cara.

  2. Maurício, boa tarde.
    Tenho um paladar que combina com o gosto da maioria da família de uísques Famous Grouse, mas minha predileção é (ou era) pelos seus Belnded Malt (mais precisamente o 12 e o 18 anos, que foram os que tive a oportunidade de provar).
    Porém estes uísques já não são mais encentrados com facilidade no comércio, e mesmo os sites especializados não costumam mais mostrá-los. Considerando que o seguimento de Blended Malte da Famouse Grouse é (ou era) muito expressivo (10, 12, 15, 18, 21 e 30 anos), gostaria de saber se houve descontinuidade na produção destes uísques e se a resposta for afirmativa, existe alguma expectativa de retomarem a produção?
    Abraços
    Gláubio Leite

    1. Gláubio, detesto ser o mensageiro do desastre, mas até onde sei, os blended malt da marca do peru – ops, tetraz – foram descontinuados. Acho difícil que voltem, a tendência da industria é a de blended whiskies. Blended malts são antieconomicos. Com a maior procura dos single malts, compensa vende-los “separadamente” do que blendar, mesmo porque genericamente falando, a margem dos single malts é maior. Os Grouse blended malt eram fantásticos. Mas nos resta recorrer a outros que estão por aí, como o Green Label, Monkey Shoulder etc.

  3. Cãofrade, obrigado pela dica! Comprei uma garrafa desse whisky hoje e foi um tiro certeiro. Muito agradável, mas notei uma nota de mel na finalização, será meu paladar? Enfim, valeu a pena! Obs. A versão que peguei é de 43%!

    1. Deu sorte, esse aí está rareando! É um belo whisky, eclipsado pela versão standard (que é boa também), mas o 12 está em outra liga. Que bom que gostou!

  4. Olá. Lendo seu texto me surgiu uma dúvida: Tenho acesso ao Smoky Black e ao Black Grouse. Li algumas críticas falando que o Black era melhor. O que você acha? Qual recomendaria? Obrigado.

    1. Oseias, tudo bem? O Smoky Black é na verdade o Black Grouse. O Black Grouse foi descontinuado e em seu lugar entrou o Smoky Black. A Famous Grouse afirma que é o mesmo whisky – a unica coisa que mudou foi o nome e embalagem. Mas talvez haja uma pequena diferença de sabor. Para falar a verdade, eu recomendaria comprar os dois para comparar! Seria uma brincadeira bem legal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *