Ole Smoky Harley Davidson Moonshine – Drops

Easy Rider, estrelado por Peter Fonda e Dennis Hopper é, provavelmente, o filme de motocicletas mais conhecido do mundo. Apesar de não ter muita história, a película celebra o clichê sexo, drogas e rock n’ roll perfeitamente. Porque, claro, com tanto rock, maconha e sexo, ninguém vai lembrar do roteiro mesmo. O filme foi o ícone de uma geração e definiu um gênero. E com ele, tudo que o acompanhava – cabelos ao vento, jaqueta de couro e corrente no pescoço.

Mas nada – e nada mesmo – é mais representativo do estilo Easy Rider do que uma certa marca de motos. Uma que talvez, pelo título do post, você já imagine qual é. Harley Davidson. As Harleys são a versão motorizada do espírito iconoclasta e anti-establishment dos motoqueiros de Easy Rider. Ainda que – convenhamos – ela sempre fora bem alinhada com esse establishment.

É obvio que todo esse sucesso deve ser aproveitado. Harley Davidsons não são apenas motos. Como disse, são símbolos máximos de um estilo de vida. E nada mais natural que a marca enverede então para produtos relacionados com esse lifestyle. A loja oficial da Harley tem de tudo. Jaquetas, capacetes, botas, luvas. Copos baixos, posteres. E uma miríade de acessórios.

Ah, o espírito norte americano!

Pegando carona (viu o que eu fiz aqui?) nessa fama, a Ole Smoky, conhecida produtora de moonshines americana, lançou uma edição especial, em conjunto com a Harley Davidson. O Ole Smoky Harley-Davidson Road House Customs Moonshine. Um moonshine maturado em barricas de carvalho americano altamente tostadas. Visualmente, o produto é incrível: uma espécie de pote de conserva, com rótulo torto e uma tampa metálica. Ele transpira toda a rebeldia da motocicleta.

No paladar, no entanto, não há muita agressividade. O Ole Smoky Harley-Davidson Road House Customs Moonshine é bastante adocicado – aliás, quase reminiscente de uma calda de pudim que queimou demais – e tem álcool pouco integrado, ainda que não exatamente agressivo. A graduação alcoólica, aliás, é bem elevada: 51,5%, mas ela se esconde por trás do dulçor excessivo do moonshine. Aliás, essa graduação é proposital. Na medida americana, ela corresponde a 103 proof – uma homenagem ao motor twin-cam 103 da Harley Davidson.

O Ole Smoky Harley-Davidson Road House Customs Moonshine é produzido pela Ole Smoky Tennessee Moonshine, uma destilaria de whiskey de milho, localizada em Gatlinburg, no Tennesee. Além dele, a destilaria produz mais de vinte expressões diferentes, entre moonshines maturados ou não e whiskeys.  Há, por exemplo, um moonshine com pêssegos dentro. Outro, com morangos. E um bem esquisito, azul, com graduação alcoólica acima dos sessenta por cento.

É difícil compará-lo com qualquer bourbon whiskey. Talvez o melhor seja usar uma metáfora aqui. Imagine que um bourbon qualquer – um Woodford Reserve, por exemplo – é uma canção de rock. Agora amplifique alguns instrumentos, distorça a voz e mude o tempo. O resultado será um conjunto cujos elementos pouco combinam. O Ole Smoky Harley-Davidson Road House Customs Moonshine é justamente isso. A justaposição de elementos de whiskeys, mas que não chegam a conversar muito.

Mas nada disso importa. Porque o Ole Smoky Harley-Davidson Road House Customs Moonshine possui uma linda cor caramelo, e é vendido em um pote de conserva. Um pote de conserva com um rótulo preto, exibindo a marca da mais cobiçada fábrica de motocicletas do mundo. A Harley Davidson. E como disse – com um visual tão rebelde, quem é que vai se ater ao roteiro?

OLE SMOKY HARLEY-DAVIDSON ROAD HOUSE CUSTOMS MOONSHINE

Tipo: moonshine (milho)

Marca: Ole Smoky

Região: N/A

ABV: 51,5%

Notas de prova:

Aroma: Bala de caramelo, açúcar queimado, álcool.

Sabor: Mais açúcar queimado. Um adocicado de melaço. Álcool, pimenta.

Disponibilidade: Lojas internacionais

 

 

3 thoughts on “Ole Smoky Harley Davidson Moonshine – Drops

  1. Muito bacana, mestre. Sempre vejo moonshines a venda, já li bastante a respeito, mas faltava uma análise mais técnica para meu melhor entendimento rs.
    Aproveitando a oportunidade, estou pensando em adquirir algum Gin para me aventurar no munto da coquetelaria. O senhor gostaria de dar alguma sugestão?

    Abraço.

    1. Fala mestre!

      Olha, incrivelmente, para gim, tenho um gosto mais básico. Meu preferido – sem ser dos mais fancy – é o Beefeater mesmo. Mas se puder, compre o The Botanist, da Bruichladdich. Ele é absolutamente incrível!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *