O Cão Natalino – Presentes de Natal para um Amante de Whisky

Estamos novamente no final do ano. Época de passar calor, da famigerada festa da firma, de ouvir a piada do pavê. Época de rever todo aquele pessoal que você não via o ano todo, encher a cara, abraçar, ficar seminu, passar vergonha e depois ignorar todo mundo que viu por mais um ano. Talvez pela mais pura vergonha, ou talvez pela indiferença da sobriedade. É um negócio quase cíclico. Cíclico e trágico.

Uma vez eu disse que o calor é a pior coisa sobre o final do ano. Bom, não é. A pior coisa é a sudorese do amigo secreto. O amigo secreto é aquela brincadeira em que todo mundo ganha presente, mas que, no fundo, todo mundo perde. Primeiro porque o presente dado é sempre melhor que o recebido. É, eu sei, é um mistério quântico este, o ciclo não fecha.

Em segundo – e o pior de tudo mesmo – é que você descobre que não conhece bem seu amigo, e que seu amigo também não tem a menor noção de como é a sua vida. Dar o presente é uma atividade quase tão decepcionante quanto recebê-lo. Decepção, esta, que somente é superada pelo sorteio do presenteado no começo da brincadeira.

Assim, numa pífia tentativa de evitar um momento constrangedor, este Cão resolveu elaborar uma lista. Uma lista de presentes que pode ser dada para qualquer amante da bebida. Assim, se você tirou um ébrio colega mas não faz a mais rasa ideia de suas preferências no mundo da água da vida, preste atenção nesta lista. Algumas sugestões são whiskies. Outras não. Ainda que haja uma ordem, nada aqui sugere que isto seja um ranking. Todos são presentes incríveis. Vamos a elas.

Glencairn Whisky Glass – Estojo de Viagem

(fonte: http://www.whiskyandale.com.au/)

Sabe, gosto de degustar meus whiskies em casa. Não apenas porque é confortável. Mas porque lá tenho todo equipamento necessário – e o desnecessário – para uma degustação completa. Jarra de água, pipeta e, claro, as taças Glencairn. As Glencairn são as taças oficiais de degustação de whisky, criadas pela empresa Glencairn Crystal, do Reino Unido. Elas foram desenvolvidas especialmente para potencializar as características da bebida.

As Glencairn são quase perfeitas. Quase porque, como toda taça de vidro, elas são delicadas, e realmente não há uma forma muito boa de levá-los sem correr riscos. Quer dizer, não há, exceto se você tiver o estojo oficial da marca. É uma belíssima valise cilíndrica, de couro faux por fora e veludo por dentro, capaz de acondicionar e proteger perfeitamente um par das preciosas taças. Para nós, amantes de whisky errantes, nada poderia ser melhor. Pode ser adquirido pela importadora oficial, em www.lojadewhisky.com.br

The Way of Whisky – Dave Broom

Dave Broom é um dos mais famosos – e confiáveis, note que isso é importante aqui – autores especializados em whisky. Ele possui mais de vinte e cinco anos de experiência com destilados, e trabalha como escritor e jornalista freelancer. Sua principal obra é o Atlas Mundial do Whisky. Porém, além dele, Dave produziu outros livros fantásticos. Um de meus preferidos é The Way of Whisky, onde o jornalista visita e escreve detalhadamente sobre o whisky japonês, muito em voga nos dias de hoje.

O livro é um misto de informações técnicas, história e observações de Dave. A encadernação é belíssima, e as fotos que ilustram cada capítulo são quase como uma viagem à parte etílica do Japão. Um presente perfeito para todo admirador do whisky oriental. Pode ser adquirido via Amazon.com.

The Macallan Rare Cask

Não sei se os multimilionários fazem um amigo secreto entre si (aliás, seria legal saber o que o Jorge Paulo Lemann ganha no amigo secreto da Ambev). Mas se fizerem, The Macallan é o presente perfeito. Afinal, a destilaria detém o recorde da garrafa mais cara arrematada em um leilão. Além disso, é um dos três single malts mais vendidos na Escócia. E se isso não bastasse, é o whisky preferido de James Bond e de Harvey Specter. Como se costuma dizer na internet – é aquele whisky que você respeita.

No Brasil, a The Macallan é importada pela Aurora. Seu rótulo mais exclusivo por aqui é o The Macallan Rare Cask. Ele veio este ano substituir o Macallan Ruby, que deixou de ser produzido pela desilaria. Em suas próprias palavras “muito menos do que 1% das barricas maturando na destilaria foram identificadas como capazes de receber o nome Rare Cask. Com raridade como sua essencia, este é um whisky produzido de barricas tão raras que jamais serão usadas para outro whisky da The Macallan. A combinação de barricas de carvalho americano e espanhol de ex-jerez, sendo grande parte delas de primeiro uso, dão origem a um whisky com coloração esplêndida e incontestavelmente amadeirado (…)”  Vendido em lojas especializadas por, aproximadamente, R$ 2.000,00 (dois mil reais).

Aroma Academy Kits

Já viu aqueles vídeos em que um especialista identifica um monte de aromas incríveis – como baunilha, madeira, herbal, regaliz, medicinal, balsâmico e enfumaçado – na bebida? Se você acha que aquilo é mentira, então prepare-se para esta novidade. Com o Arma Academy Training Kit, você também pode encontrá-los facilmente. E não é propaganda de zero oitocentos.

O Aroma Academy Training Kit é uma caixa com diversas pequenas ampolas, cada uma com um aroma diferente. A ideia é que se compare o perfume puro, contido nos vidrinhos, com o whisky a ser degustado. Isso facilita a identificação e separação dos aromas, e cria memória olfativa. São diversos kits – para vinho, bourbon e whisky – de tamanhos e preços variados. Também importados pela www.lojadewhisky.com.br

Glenlivet 15 anos

Os clássicos nunca saem de moda. É o caso do Glenlivet 15 anos, um single malt que agradará iniciados e iniciantes. Glenlivet é o single malt mais vendido no mundo atualmente. Atualmente, a destilaria vende mais de doze milhões de garrafas por ano.  Parte de sua produção também é utilizada nos blended whiskies pertencentes à Pernod Ricard, sua detentora, como Chivas Regal e Ballantine’s. O produto das melhores barricas, entretanto, é engarrafado como single malt – como o Glenlivet 15.

Aliás, a maturação do Glenlivet 15 anos é um tanto incomum. Ela ocorre predominantemente em barricas de carvalho americano que antes contiveram bourbon whiskey. Porém, parte do destilado é transferido para barricas de carvalho francês – ou seja, carvalho europeu – da região de Limousin. E isso não teria nada de muito especial, não fosse um pequeno e quase imperceptível detalhe. As barricas de carvalho francês utilizadas pela Glenlivet são virgens. Algo bastante incomum no mundo do scotch whisky, que prefere fazer uso de madeiras que já tenham sido utilizadas para maturar outra bebida.

Vendido em lojas especializadas por, aproximadamente, R$ 300,00 (trezentos reais)

6 thoughts on “O Cão Natalino – Presentes de Natal para um Amante de Whisky

  1. Excelente, mestre hahaha…
    Ainda espero o dia em que conseguirei sair de férias antes das festas e não logo depois, o que me pouparia muitas das coisas que você descreveu no início do texto.
    Ótimos presentes, mestre! Especialmente o Rare Cask. Impossível não ser feliz com um desses, certo? hahaha
    Se me permite uma sugestão de presente: Ardbeg 10y. Talvez não seja algo que agrade a todos, mas como você bem sabe, depois de apreciá-lo, você sente claramente a mudança de nível. É quase um antes e depois de Islay haha.
    Abraços!

  2. Fala cão mestre,
    Tenho interesse em adquirir um JD Single Barrel, não sinto confiança em comprar pela internet devido as falsificações de whisky.
    Vou em uma loja física, minha pergunta é:
    Quais as características de um rótulo original?

    Obrigado pela ajuda, abraços.

    1. Glenfiddich 15 pelo custo-benefício e pelo adocicado com especiarias. Glenlivet 15 pelo clássico e bem-feito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *