San Basile White Dog – Raio X

Quando era criança, bati a cabeça bem forte. O que, num parêntesis, é uma explicação bem verossímil para certos comportamentos que tenho hoje. Eu estava me preparando para dormir, saí correndo e pulei na cama, mas devia estar empolgado demais, porque errei o alvo e fui direto na parede. Quanto aterrizei no travesseiro, não sentia metade da testa, mas percebia um líquido quente e viscoso que descia pelas minha têmpora esquerda, até a orelha. O resto foi drama. Mãe gritando, carro, hospital, raio-x.

Raio-X. Quando o médico chegou com a imagem do raio-x na mão, minha mãe ficou aliviada. Nada demais, apenas uma meia dúzia de pontos na testa, que mais tarde se tornariam uma pequena cicatriz. Mas, mais do que isso, eu fiquei maravilhado com aquela foto. Então era assim que eu era por dentro. Uma intrincada combinação de pedaços que mais pareciam um vaso de porcelana quebrado e depois colado.

Anos mais tarde – e sem qualquer relação direta com o acidente – vi uma série de outras imagens de raio-x, de coisas e bichos aleatórios. Achei bem legal. Um celular não é muito mais do que uma chapa cheia de furinhos e circuitos. E um pinguim – pasme – possui joelhos. Mas eles estão escondidos dentro da barriga. É engraçado como tudo parece diferente, mais claro, mais facilmente isolável, quando na máquina de raio-x.

A prova.

E se pudesse comparar o raio-x com alguma bebida (talvez isso tenha sido uma sequela daquela batida) diria que ele é o White Dog da San Basile, uma recém-inaugurada destilaria brasileira, focada em produtos de coquetelaria.

É que o White Dog da San Basile oferece uma experiência curiosa. A de provar, com boa fidedignidade, qual seria o sabor do new-make spirit de um single malt, totalmente isolado de qualquer influência da madeira. Como você sabe – já que acompanha o Cão Engarrafado – há diferenças entre new-makes. Mas a possibilidade de provar um já dá uma ótima ideia do tamanho da ação que o barril tem no sabor final do produto. E, ainda mais interessante e menos óbvio que isso, como o produto recém-destilado já possui congêneres e carrega sabor.

A base do White Dog da San Basile é cevada maltada – igualzinho um single malt escocês. O que é relativamente incomum para um white dog, e o torna ainda mais único. A denominação geralmente é utilizada para definir os destilados sem maturação norte-americanos. A maioria deles, com predominância de milho ou centeio em seu mosto. “Nós fizemos alguns protótipos com milho, com centeio. O milho sem envelhecimento tem um sabor, eu diria, indesejado. Então no final decidimos fazer algo só de malte, um único malte” – conta Renato Chiappetta, mestre alambiqueiro da San Basile.

Renato Chiappetta

A destilação do White Dog da San Basile é bem semelhante àquela de single malts escoceses. São duas destilações, a primeira, sem cortes, a segunda, separando cabeça e cauda. Os alambiques são também parecidos, de pescoço de cisne. “White dogs são uma coisa mais americana, mas em perfil de paladar, nosso produto se aproxima mais da Escócia” – continua Renato.

De acordo com a San Basile “A tradição de destilar a noite, sob a luz da lua, para fugir da fiscalização durante a era da Lei Seca nos Estados Unidos fez nascer o Moonshine, essa bebida originária dos Apalaches, na Carolina do Norte e na Geórgia. Hoje esse “whiskey branco” está sendo redescoberto e valorizado por novos consumidores no mundo todo. Intenso e levemente adocicado, o White Dog é uma aguardente elaborada à partir da destilação do mosto fermentado de cevada maltada. “

Sensorialmente, o White Dog da San Basile é adocicado e levemente apimentado. Há um sabor de cereais, ou pão, que é bastante identificável também quando bebemos whiskies com pouca maturação – mas que, em certos casos, é bem difícil de isolar. Assim, se você é um whisky-geek como este Cão, ou se tem uma curiosidade meio inexplicável de entender como um single malt seria se não passasse por qualquer madeira, o white dog da San Basile é perfeito. E acredite em mim – é ainda mais surpreendente que descobrir que pinguins tem joelhos.

SAN BASILE WHITE DOG


Tipo: New-make-spirit / white dog
Destilaria: San Basile
País/Região: Brasil – São Paulo
ABV: 40%
Idade: N/A

Notas de prova:

Aroma: cereais, pão, especiarias.
Sabor: corpo médio, cereais, pimenta do reino. Final apimentado e com especiarias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *