Arran The Bothy – Sobriedade

Tenho uma relação complicada com uma porção de coisas. Comida, automóveis, plástico bolha (afinal, sucumbo à tentação de estourá-los ou uso para proteger garrafas?). E antibióticos. Porque eu entendo a importância dos antibióticos – afinal, eles nos permitiram escolher entre a dor de estômago ou uma morte lenta, definhante e de dor excruciante. Mas eu detesto tomá-los.

E nem é porque dá gastrite, ou pela disciplina do horário. Mas porque tenho que parar de beber. Por. Dez. Dias. Toda vez que tomo antibiótico e me deparo com uma garrafa de whisky, me sinto como meus confrades quadrúpedes observando aquela televisão de cachorro na padaria. Impotentes, sofregamente observando o frango girar, mas incapazes de se desvencilhar daquela visão.

Com a diferença de que frango é ruim (fonte: Tripadvisor)

Foi justamente o que aconteceu com o The Bothy, recém-importado para o Brasil pela Single Malt Brasil. Recebi minha garrafa no segundo dia de antibióticos um tratamento de dez. Passei oito languidos dias olhando de soslaio a garrafa fechada sobre minha estante. Até que, depois de doze horas do último comprimido, numa bela quarta-feira, finalmente estava livre.

Desci o líquido na taça com antecipação. Era a primeira vez que provava o whisky. Seu aroma me atingiu quase instantaneamente. Tomei um minigole. Com graduação alcoólica generosa – 53,2% – pude sentir caramelo, baunilha e pimenta do reino, junto com uma sensação revigorante de que minha saúde finalmente voltara à sua melhor forma.

Resolvi pesquisar sobre o whisky. Li que a maturação do The Bothy acontece em dois estágios. Primeiro, em barricas de carvalho americano que contiveram bourbon whiskey por um prazo não divulgado. Depois, por dezoito meses em barris menores – conhecidos como quarter casks – também de carvalho americano. Segundo a destilaria, a utilização destas diminutas barricas é uma homenagem ao tempo em que, por questões logísticas, barris de menor volume eram usados para transportar e armazenar whisky na ilha de Arran.

Mas rapidamente me lembrei que há uma razão menos poética. A utilização de quarter casks acelera o processo de maturação. Ou melhor, eleva a influência da madeira no destilado muito mais rapidamente do que se fossem usados barris tradicionais. O resultado é um whisky com alta graduação alcoólica e ótimo equilíbrio entre a madeira e a personalidade de seu new-make-spirit.

Barricas na Arran

Observei a cor e oleosidade do whisky em minha taça. Como costumeiro da Arran, a coloração do The Bothy é totalmente natural – não há a utilização de corante caramelo – e não há filtragem a frio. Isso é importante. Caso fosse empregado este processo, os congêneres mais pesados se decantariam e seriam filtrados, reduzindo a oleosidade e personalidade do destilado recém saído dos alambiques. Abstendo-se de filtrar seu whisky a frio, a Arran acentua a influência de seu new-make no produto final.

Mais um minigole. Meu deus, como aquele whisky era bom. Talvez fosse por conta de meus dez dias de sobriedade. Ou, talvez, porque finalmente me sentisse livre. Não, acho que não. O The Bothy é realmente um whisky excelente. Por esse, eu tomaria mais dez dias de antibiótico.

ARRAN THE BOTHY

Tipo: Single Malt sem idade declarada (NAS)

Destilaria: Arran

Região: Higlands (Islands)

ABV: 53,2%

Notas de prova:

Aroma: frutado, torta limão, creme de baunilha.

Sabor: frutado, cítrico. Torta de limão, malte. Final longo, apimentado e maltado.

Com água: a água ressalta as notas frutadas.

Preço: aproximadamente R$ 396,00 (trezentos e noventa e seis reais) para pagamento via boleto na Single Malt Brasil.

3 thoughts on “Arran The Bothy – Sobriedade

  1. Vou comprar com crtz, obrigado pela dica. A propósito, esperou os dias de medicação de bobeira pois não atrapalha o antibiótico, seria impróprio caso estivesse tomando antiinflamatórios dai sim kkkkkkkk
    Passei por isso e pesquisei pra poder bebermorar a vida msm enquanto tomava antibiótico.
    Enfim valeu pela dica kkkk

  2. Excelente, mestre. O senhor sabe que estou na caça do meu primeiro CS. Quem sabe eu vá de Bothy e já aproveito para conhecer algo da Arran.
    Abraço!

    1. Mestre, eu sei que você é como eu, e você na verdade nao tem muitas preferências – gosta de whisky e pronto. Mas, se me permite a sugestão, vá de MM Cask Strength. Vejo que o sr. tem uma leve inclinação para os enfumaçados, e ele é muito bom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *