O Cão Farejador – Blanton’s

blantons-o-cao-engarrafado

Este Cão, sempre preocupado que seu público beba melhor, resolveu criar aqui um serviço de utilidade pública. O Cão Farejador. A ideia é trazer de vez em quando – ou seja, sem nenhuma periodicidade e quando der – notícias sobre garrafas incomuns, raras ou indisponíveis no Brasil, que, por sorte ou destino, este Cão encontrou ao visitar certo bar ou restaurante.

Assim, você, leitor, terá a oportunidade de experimentar, por conta própria, coisas que provavelmente não imaginaria que estivessem tão próximas. Principalmente se você morar em São Paulo, quartel-general deste canídeo blog.

E a primeira garrafa a ser apresentada nesta ilustre seção é o Blanton’s Special Reserve. Um bourbon whiskey com 40% de graduação alcoólica, disponível no Bar Cateto Pinheiros. Pouquíssimas garrafas restaram de uma importação feita oficialmente há mais de uma década. E o pessoal sempre diligente do Cateto conseguiu colocar as mãos em alguns destes belos exemplares.

O Blanton’s Special Reserve é a expressão de entrada da Blanton’s. Cada garrafa é proveniente de um único barril – o que, na prática, significa que pode haver pequenas variações entre garrafas de barricas diferentes.

A composição da mashbill do Blanton’s Special reserve leva milho, centeio e cevada maltada. O destilado entra na barrica a 62.5% – o máximo permitido pelas regras norte-americanas – e depois é diluído até atingir 40%. Não há informação sobre o tempo de maturação, que ocorre em barricas de carvalho americano virgens, altamente tostadas.

Já o Cateto Pinheiros é um bar de bom gosto. A decoração é quase industrial, a trilha sonora – composta por bluegrass e classic rock – é irrepreensível e o cardápio dá até ansiedade de ler. São mais de noventa rótulos de cerveja criteriosamente selecionados, pratos que levam uma infinita variedade de embutidos e queijos e, claro, praticamente todas as marcas de bourbon whiskey disponíveis em nosso país.

paraíso defumado
paraíso defumado

A coquetelaria do Cateto também é ótima. A carta, montada originalmente por Fernando Lisboa – nosso consultor em tempo livre para assuntos de mixologia – e com adições e criações de Thiago Nego, atende a todos os gostos, inclusive dos apaixonados por fumaça, como este Cão. Há um coquetel chamado Smoking Guy.

Aliás, falando em fumaça, pode-se fumar charuto em um parque, na frente do bar. Tomando um Blanton’s, talvez?

Onde: Cateto Pinheiros – R. Francisco Leitão, 272 – Pinheiros, São Paulo – SP, 05414-011

19 thoughts on “O Cão Farejador – Blanton’s

  1. Estou a 3 horas de SP, então talvez uma visita à cidade viria a calhar.
    Nos vemos no Cateto? haha

    Grande abraço!

    1. Haha, Blacksmith, dos dois né?

      Blanton’s é um whisky bem decente. Há um sabor bem claro de caramelo, com açúcar mascavo e baunilha. Lembra um pouco o Woodford Reserve, ainda que este último seja mais apimentado. Se cruzar com uma garrafa, experimente!

  2. Simplesmente fantástico… ganhei uma garrafa anos atrás e já no primeiro gole percebi que tinha algo muito raro em casa… fui tomando aos poucos… mas terminou e não consegui encontrar mais aqui em Curitiba… alguém sabe quais são as variantes que se aproximam deste néctar? obrigado.

    1. Anderson, até onde sabemos, Blanton’s é uma low-rye mashbill da Buffalo Trace. Experimente o Buffalo Trace Bourbon normal e o Eagle Rare. No Brasil, sua melhor aposta será o Woodford Reserve.

  3. Comprei por acaso a alguns anos uma garrafa, e da mesma forma do Anderson foi tomando aos poucos, e a alguns anos tento comprar mais uma garrafa mas não encontro no Brasil, até em NY procurei e não encontrei quando fui a 2 anos. Alguém sabe me dizer onde posso comprar no Brasil ou pela internet de local confiável?

  4. Conheci o Blantons de uma forma engraçada. Estava com a namorada no balcão do PJ Clarke’s que fica ao lado do Lincoln Center, em Nova Iorque, de frente para o barman, quando ele abre uma garrafa nova de Blantons, retira a rolha, serve a dose pedida e pega uma outra rolha que estava guardada em algum lugar debaixo do balcão. Perguntei para ele o motivo da troca e ele me disse que existem 8 tipos de rolhas diferentes, cada uma representando um jockey do Kentucky Derby em uma determinada cena, e que obviamente ele colecionava as rolhas.
    Aproveitamos para engatar uma boa conversa sobre bourbons, e como mostrei interesse nos NY Ryem, ele me serviu degustações de alguns muito interessantes, mas o que mais gostei foi o Blantons, pois já sou um fã incondicional do Woodford Reserve.
    Em resumo: rodei a cidade inteira atrás de uma garrafa de Blantons, e já me imagino completando minha coleção de rolhas.

    1. Hahahaha excelente história, Ivam! Eu mesmo tenho dois – do verdinho – com rolhas diferentes!

      Existe um blanton’s barrel strength também. Experimente este. Você provavelmente adorará!

  5. Conheci o Blantons de uma forma engraçada. Estava com a namorada no balcão do PJ Clarke’s que fica ao lado do Lincoln Center, em Nova Iorque, de frente para o barman, quando ele abre uma garrafa nova de Blantons, retira a rolha, serve a dose pedida e pega uma outra rolha que estava guardada em algum lugar debaixo do balcão. Perguntei para ele o motivo da troca e ele me disse que existem 8 tipos de rolhas diferentes, cada uma representando um jockey do Kentucky Derby em uma determinada cena, e que obviamente ele colecionava as rolhas.
    Aproveitamos para engatar uma boa conversa sobre bourbons, e como mostrei interesse nos NY Rye, ele me serviu degustações de alguns muito interessantes, mas o que mais gostei foi o Blantons, pois já sou um fã incondicional do Woodford Reserve.
    Em resumo: rodei a cidade inteira atrás de uma garrafa de Blantons, e já me imagino completando minha coleção de rolhas.

  6. Vim aqui por que estava assistindo Ponto Cego, na Netflix, e numa cena uma personagem senta num restaurante e pede um Blanto’s puro.

    (Eles não chamam de whisky nos EUA!)

    Chamam de bourbon.

    Queria saber o preço.

    No entanto, não encontrei em nenhum site…

    1. Daubí, Blanton’s não é vendido no Brasil. E eles chamam de whiskey sim. Bourbon é uma classe de whiskey. Dentro de whiskey, temos bourbon, rye, wheat, corn etc.

      O Blanton’s já veio para cá há muitos anos. Mas a buffallo trace deixou de importá-lo. Se tiver sorte de achar de algum colecionador, ofereceria uns R$ 400 – 500.

      Abraços

      Mauricio

  7. Ufa! Estou com duas garrafas, só não consegui identificar as datas de entrada na garrafa, creio que são de 2001. Comprei de colecionador. Esto com consciência pesada de abrir uma delas.

  8. Comprei uma garrafa há alguns anos, mais nunca cheguei a abrir, para quem possui interesse em comprar posso revender, ficou 11 anos em barril e foi engarrafada em 87.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *