Gadgets de Barris de Whisky Usados

Reencarnação. Transmigração. Metempsicose. Palingênese. O desagravante conceito da vida após a morte. A crença que, de alguma forma, parte de nosso efêmero ser perdure mesmo após o derradeiro suspiro. Conceito chave em muitas religiões e, obviamente, vividamente presente neste belíssimo sincretismo religioso do povo brasileiro.

Eu, para falar a verdade, tenho minhas dúvidas. Uma vez uma mulher me parou na rua e disse que eu era a reencarnação de Winston Churchill. Eu sorri, porque claro, aquilo era quase um elogio. Mas desacreditei. Minha senhora, só sou a reencarnação de Churchill na parte do whisky, porque, como líder, sou um lixo. Não consigo nem mandar meu cachorro se aliviar no jardim, quiçá conduzir uma nação numa época bélica.

E ainda que eu duvide do conceito relacionado ao ser humano, não tenho a menor dúvida que ele se aplica ao whisky. Ou melhor, aos barris de whisky. É que, a cada ano, a Escócia deixa de utilizar mais de vinte mil barricas, que, exauridas, não conseguem mais transferir seus tão desejados sabores ao destilado. Porém, isso não significa que não possam ser utilizados de outras formas. Como, por exemplo, para decoração. Transformados em pé de mesa ou vaso de plantas, por exemplo.

Tudo Jack (foto: DrinkIT)

Mas mesmo aí há formas bem criativas e inovadoras de se reutilizar um barril que já cumpriu sua função. Juntamos aqui cinco delas. De pranchas de surfe de single malt a óculos de irish whiskeys, aí vão cinco objetos de desejo absolutos para um amante de whisky. E o melhor – feitos com o casco que dá vida à melhor bebida do mundo.

JACK DANIEL’S PERFECT GIFT GUITAR

O que traduz melhor o espírito de liberdade norte-americano incarnado pela Jack Daniel’s que não Rock n Roll? Foi com essa proposta que a mundialmente famosa marca de Tennessee Whiskey desenvolveu, em parceria com o designer Matias Flocco, de Buenos Aires, uma Guitarra especial.

O instrumento é feito com barris que foram previamente usados para maturar Jack Daniel’s, e faz parte de um projeto semelhante àquele da Glenmorangie, que conta também com uma prancha e uma bicicleta.

Nas palavras de Luiz Schmidt, diretor de Marketing da Brown Forman para a América do Sul “Cada um desses barris conta um pouco de nossa história, revela nossa essência e diz como acreditamos que o nosso jeito de fazer whiskey pode até não ser o mais fácil, mas é o jeito Jack, feito da mesma forma e na mesma destilaria há mais de 150 anos

TOCA DISCOS LINN E HIGHLAND PARK

Talvez você goste daquele programa clichê, que envolve jazz, vinil e um bom single malt. Não há nada de errado com isso. Clichês são assim porque realmente funcionam. Adicione um charuto, então, que você será o maior lugar comum do mundo. Mas certamente um bem satisfeito.

Sabendo deste – delicioso – hábito, a destilaria Highland Park firmou uma parceria com a Linn, famosa marca de aparelhos de som de luxo, para produzir um toca-discos que utiliza barricas de carvalho espanhol de ex-jerez, que maturaram o single malt. Junto com ela, o afortunado (literalmente) comprador, leva ainda uma garrafa de Highland Park 40 anos.

O preço total da brincadeira é 25.000,00 libras. Isso que é um clichê caro.

GLENMORANGIE SURFBOARD

A prancha da Glenmorangie leva a frase “surfar na onda dos single malts” a um nível completamente novo. Ela é uma parceria entre a destilaria e a Grain Sufboards, da cidade de Maine, nos Estados Unidos, e faz parte de um projeto chamado Beyond The Cask, que usa barricas exauridas de forma criativa.

Cada uma das pranchas usa 12 ripas de barricas previamente usadas pela Glenmorangie para maturar seu whisky, além de um revestimento especial de madeira de cedro. O preço, porém, é tão salgado quanto o mar em que ela será colocada. U$ 5.500,00 cada.

 

ÓCULOS SHWOOD E BUSHMILLS

Se você ficou de ressaca mas não quer largar o whiskey nem por algumas horas, aqui está a solução de seus problemas. Óculos escuros da marca american Shwood, feitas em parceria com a destilaria irlandesa Bushmills.

Os óculos escuros são feitos com barricas de carvalho americano de mais de cem anos, que foram utilizadas para maturar Bushmills. E, para completar, lentes escuras Carl Zeiss. O preço deste verdadeiro escudo conta a fotofobia trazida pela veisalgia é U$ 225,00.

AMPLIFICADOR FENDER 80 PROOF BLUES JUNIOR

Realmente, a música é a melhor harmonização para um bom whisky. Num espírito semelhante àquele da Jack Daniel’s, a mítica Fender produziu uma edição limitada de amplificadores, com barricas de bourbon usadas, garimpadas de diversas destilarias. São apenas cem peças no mundo todo.

De acordo com a Fender, assim como acontece com barricas, não há dois amplificadores visualmente idênticos. As marcas características das barricas usadas ficam à mostra. E quando ligado e propriamente aquecido, é até possível sentir o aroma do whisky emanando dos poros do carvalho.

O preço desta aromática e musical peça? U$ 1.999,00.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *