Drops – Glenfiddich Reserve Cask

O Cão Engarrafado - Glenfiddich Cask Collection 1 Você gosta do Glenfiddich 15 anos? Então talvez seja a hora de pegar um avião para ter a oportunidade de experimentar o Glenfiddich Reserve Cask, a expressão intermediária da Glenfiddich Cask Collection, exclusiva para lojas de freeshop de terminais de aeroportos internacionais. As duas outras expressões são o Select Cask (maturado em barricas de carvalho europeu e americano, de ex vinho jerez, vinho tinto e bourbon) e o Vintage Cask, levemente defumado.

O Glenfiddich Reserve Cask é inicialmente maturado em barricas de carvalho europeu que antes continham vinho jerez. O conteúdo dessas barricas é então reunido em um enorme tanque de carvalho, conhecido como Solera Vat – processo que ocorre de forma semelhante com o Glenfiddich 15 anos.

De acordo com a própria Glenfiddich “desenvolvido por nosso quinto Malt Master, David Stewart, o processo de solera foi inspirado pelos produtores de jerez espanhóis. Barris individuais são escolhidos a dedo por seu sabor, antes de serem reunidos na Solera Vat, especialmente construída, produzindo um single malt incrivelmente complexo e rico. A Solera Vat é sempre mantida cheia, ao menos, até a metade, durante todo o processo, o que assegura um sabor consistente e balanceado“.

A Glenfiddich Cask Collection foi desenvolvida pelo Malt Master Brian Kinsman para se destacar um pouco da tradicional linha da Glenfiddich, utilizando métodos focados no sabor do whisky. Todas as três expressões passam algum tempo em Solera Vats dedicadadas, e cada uma apresenta um  certo contraponto ao outro – adocicado, frutado e defumado. O Glenfiddich Reserve Cask possui aroma e sabor frutado e adocicado, com um pouco de baunilha e malte. O final é longo e progressivamente picante.

Se você vai viajar para o exterior, não deixe de conferir o Duty Free – mesmo de aeroportos brasileiros – por essa e as demais expressões da Cask Collection. Ou faça como este Cão, e aguarde pacientemente que algum bom – e generoso – amigo volte de viagem com um destes.

7 thoughts on “Drops – Glenfiddich Reserve Cask

  1. Como vai, Maurício?
    Minha primeira experiência com o Glenfiddich foi com o 15 e foi excelente.
    Com certeza as 03 expressões da Cask Collection são ótimas tb. Agora, é torcer pra alguém ir viajar haha.

    Grande Abraço!

  2. Estou viajando e já reservei minha lista. Green label com preço ótimo, e um Balvenie triple cask. Ja vou trazer um Glenlivet 15 de fora. Estourei o orçamento, o Glenfiddich vai ficar pra próxima =P

      1. Valeu pelas dicas! Por enquanto estou evitando as edições exclusivas. Ainda estou no início da minha coleção, preciso das referências do estilo, e infelizmente pra mim o dutyfree foca muito nessas edições especiais, e no mercado interno Brasileiro eh tudo muito caro, deixo pra comprar nas idas ao exterior. Minha sorte é que aqui em Frankfurt tem umas lojas com variedade absurda e preços bons. Próximos da lista são Lagavulin 16, Macallan 12 Sherry e Highland Park 18. Abraços

        1. Opa, que legal Leonardo. Olha, se me permitir uma dica, já que você está mais ou menos no começo da coleção, recomendaria deixar o Macallan e o HP mais para frente. Eles são whiskies EXCEPCIONAIS, mas, no final, há coisa bem mais barata e boa a ser provada antes, para desenvolver o paladar, até chegar lá. Na verdade não sei o que você já provou, mas minha dica genérica seria experimentar o Glenfiddich 15 anos Solera (um dos melhores custo-benefícios atualmente) e um Ardbeg ou Laphroaig 10 anos.

          O que acontece com o Macallan Sherry é que ele é MUITO puxado para o jerez. Só que essa profundidade você vai entendendo com o tempo. O Glenfiddich Solera leva partes iguais de jerez e bourbon, então você tem um espectro maior, e não tão profundo. Talvez ele não seja tão caro e tão intimidador quanto o Macallan.

          Highland Park é defumado, mas não muito. Então, se não tiver muito consolidado o que é o sabor defumado, talvez seja melhor investir em algo com esse sabor mais evidente. Daí a ideia do Laphroaig e do Ardbeg.

          Mas olha, isso aí é uma dica genérica. Você está em Frankfurt, e há infinitas outras opções por aí. Um whisky que não está à venda no Brasil e é um dos meus preferidos é Tobermory (e a versão defumada, Ledaig). AnCnoc (Knockdhu) e Ben Nevis também são excelentes destilarias que não recebem o devido reconhecimento que deveriam!

  3. Cão – “que colocou pra nós beber”-,

    Acabei de chegar de viagem internacional e tive a oportunidade de comprar alguns exemplares. Infelizmente, o orçamento não permite que se compre todas as garrafas desejadas, mas consegui adquirir alguns que tenho certeza de que gostarei

    Adquiri um Balevenie 12 anos Triple Cask, toda a família Nadurra da The Glenlivet, Craigellachie 13 anos e – aqui acho que derrapei – um Glenfiddich Select Cask. Confesso que fui nesse por causa do preço e por conta da falta de opção do Duty Free que me encontrava.

    O post fala sobre a versão Reserve Cask. Questiono: você já teve a oportunidade de provar o Select Cask Solera Vat n.º 1 (seja lá o que a Glenfiddich quis dizer com isso!)? Acho que eu fui com muita sede a pote e investi num whisky que não me trará algo novo, como era o meu intuito.

    Abraços,
    Leonardo Bagno

    1. Caro Leonardo, tudo bem?

      Belíssimas escolhas!

      Sobre o Reserve – é um whisky honesto. Ele não é muito complexo, mas é bem agradável. Se o preço estava bom, não vejo razão para se arrepender!

      A parte do “solera vat” tem a ver com parte da maturação, que acontece em um enorme tanque (uma solera, para os padrões escoeses)!

      Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *