Drops – Springbank 21

Não filtrado a frio. Sem corante caramelo. Produzido totalmente na destilaria. Há frases que são quase sensuais para um aficionado por whisky. E talvez a destilaria que concentre o maior número de whiskies capazes de serem assim descritos é a Springbank. A Springbank é o fetiche de quase todo whisky geek. E dentro de seu extenso portfólio – que conta com whiskies bastante turfados, outros apenas levemente, além de whiskies que passam por tripla destilação – o Springbank 21 é um dos mais desejados.

Tão desejado que este Cão jamais conseguiu uma garrafa. Foi por intermédio de um amigo – poeta e amante dos maltes – que pôde experimentar este líquido. Aliás, da versão lançada em 2018. Isso é importante, já que, a cada edição, a composição das barricas é alterada.

Tamanha procura e raridade tem uma razão. A expressão de vinte e um anos da Springbank não faz parte de seu portfólio permanente. Ela é lançada de tempos em tempos, e depende do estoque maturado da destilaria. Garrafas mais antigas – da década de noventa ou dos anos dois mil – atingem valores bastante altos quando leiloadas.

Antes de prosseguir, devo admitir uma coisa. Este Cão possui sentimentos conflitantes com a Springbank. Apesar de jamais ter experimentado um malte ruim da destilaria, também, nunca ficou fascinado por nenhum. A experiência sempre é, no mínimo, muito boa. Mas jamais foi estelar. Até agora. O Springbank 21 anos é, sem a menor sombra de dúvidas, o melhor Springbank que já provei.

A Springbank é uma das únicas três destilarias sobreviventes de Campbeltown, cidade que fora, por muito tempo, considerada a capital mundial do whisky. A região, que chegou a contar com trinta e quatro destilarias durante a década de cinquenta, hoje possui apenas três delas. As outras duas são Glengyle e Glen Scotia. Além disso, atualmente, é uma das poucas destilarias independentes de toda Escócia, e que realiza todo o processo – da maltagem ao engarrafamento – totalmente em casa.

A Springbank (fonte: whisky.com)

A maturação deste Springbank 21 anos lançado em 2018 é bastante complexa. Ela acontece em uma combinação de barricas de carvalho americano e europeu que contiveram bourbon whiskey, vinho jerez, porto e rum. A graduação alcoólica de 46% não chega a ser generosa, mas não decepciona, e torna o whisky extremamente equilibrado.

O resultado é um whisky levemente turfado, com aroma medicinal e frutado. Com certo tempo no copo, um certo frutado aparece, que remonta, de longe, melancia. O sabor é picante e enfumaçado, e a finalização bastante frutada, e acompanha o aroma. É um malte bastante complexo, e que explica a razão da Springbank ser tão admirada.

Talvez a expressão mais animadora para um apaixonado por whiskies não seja “sem filtragem a frio” ou “sem corante caramelo”. Talvez seja apenas uma única palavra. Springbank.

SPRINGBANK 21 ANOS

Tipo: Single Malt com idade definida – 21 anos

Destilaria: Springbank

Região: Campbeltown

ABV: 46%

Notas de prova:

Aroma: Turfado. Mais medicinal do que defumado. Frutado

Sabor: Frutado, com leve fumaça e medicinal. O sabor acompanha o aroma. Final aberto, bastante longo, com pimenta do reino.

Disponibilidade: apenas lojas internacionais.

One thought on “Drops – Springbank 21

  1. Hahaha o senhor definiu bem, pq provar um Springbank é uma de minhas milestones alcoólicas (apesar do objetivo principal ser um Longrow).
    Vi o Springbank 15y a venda outro dia e imagino que o 21y seja melhor ainda.

    Grande abraço, mestre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *