Compass Box Transistor – Drops

Vou começar esta matéria com uma dica que poderá salvar você, querido leitor, que gosta de tomar whisky ao lado de um copinho de cerveja. Este é um hábito bem comum. Tanto é que no Reino Unido tem até um nome. Boilermaker.

Assim como o Pickleback (falaremos disso outro dia), o Boilermaker é quase uma tradição. A combinação de alguma cerveja em pint, normalmente vendida na temperatura ambiente em algum pub, com uma dose de algum whisky bem leve. Nos Estados Unidos, é a união entre uma cerveja suave com algum bourbon ou rye whiskey. Não é bem uma harmonização. Ou melhor, ao menos não é uma harmonização intencional. É um costume.

E foi pegando este (nem tão) saudável hábito que a Compass Box Whisky Co., boutique de blended whiskies, criou o Transistor. Um blend especialmente desenvolvido para ser bebido junto – e dessa vez, intencionalmente harmonizado – com a Punk IPA, da BrewDog, e parte da Boilermaker Series da cervejaria.

Boilermaker Series (fonte: scotchwhisky.com)

O Compass Box Transistor é um blended whisky, com graduação alcoólica de 43%. Seus principais componentes são Linkwood, Teaninich, Dailuaine e Clynelish, bem como grain whisky da Cameronbridge. A maturação ocorre principalmente em barris de carvalho americano, mas há também carvalho europeu na combinação.

Nas palavras de John Glaser, Whisky Maker da Compass Box, transcritas no contrarrótulo da garrafa “Meu avô Jack Glaser tinha um ritual. Ele envolvia uma caneca congelada e seu copo de shot preferido. Um nativo de Chicago, a cada tarde, uma cerveja ia em um, e um whisky no outro. Um Boilermaker. Um golinho em um, uma puxada noa cerveja e um pouquinho de conversa. Era o jeito dele de terminar o dia. E esse dia chegou novamente

Trabalhando em conjunto com Steven Kersley, Master Distiller da BrewDog Distilling Co., criamos um whisky para ser o boilermaker perfeito em conjunto com a BrewDog Punk IPA. É uma harmonização entre whisky e cerveja pensados para o século vinte e um, mas com uma saudação ao vinte. (…) O whisky se torna um transistor, amplificando o poder quando ele e cerveja são combinados“.

Este Cão se sentiu na obrigação de provar. E, logo que abriu a garrafa, tratou de preparar um boilermaker conforme sugerido. Punk IPA de um lado, Compass Box Transistor do outro. E é curioso como, realmente, as coisas combinam. E mais do que isso – o dulçor do Compass Box Transistor amplifica a melhor nota da Punk IPA – um herbal amargo e aromático. Já a cerveja torna o whisky mais floral e adocicado, e revela uma baunilha que é quase imperceptível na dose isolada.

Infelizmente, o Compass Box Transistor não está à venda no Brasil. Assim, este Cão Engarrafado não recomendará que prove a combinação específica. Mas que teste em casa, com moderação, com seu whisky e cerveja preferidos. Porters leves com single malts puxados para jerez são algo de outro mundo. Assim como barleywines e whiskies defumados

E da próxima vez que alguém estranhar quando ver você tomando cerveja acompanhado de whisky, apenas responda, de forma sisuda, que aquilo não é simplesmente beber. É harmonizar. A Compass Box está do seu lado.

COMPASS BOX TRANSISTOR – BOILERMAKER SERIES

Tipo: Blended Scotch Whisky NAS

Marca: Compass Box Whisky Co.

Região: N/A

ABV: 43%

Notas de prova:

Aroma: amadeirado e floral, com um pouco de fumaça.

Sabor: Seco e frutado, cítrico, com maçã e especiarias. A fumaça surge apenas no final, que é longo e seco.

Disponibilidade: apenas lojas internacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *