Convergência – Dogma EAP Russian Imperial Stout

dogma-eap-2-o-cao-engarrafado

Se você unisse varias manias suas, onde estaria? Apaixonados por automóveis, provavelmente dirigindo um Porsche na Autobahn em direção a Stuttgart. Seu negócio é cinema? Então talvez estivesse em uma maratona de nouvelle vague na cinemateca francesa, ao lado de Jean-Luc Godard. É apaixonado pelo cosmos? Então que tal uma visita ao cabo Canaveral, ou uma viagem em alguma nave da Space X ao lado de Elon Musk? Culinária? Uma degustação guiada por todos os pratos do finado El Bulli. Puxa, então sua paixão real é o direito? Bem, neste caso, só posso lhe oferecer meus pêsames.

Mas para alguém como este Cão, um apaixonado por whiskies e amante de cervejas, talvez o programa ideal fosse degustar uma russian imperial stout com maturação em barrica de algum single malt, em um lugar importante. Um lugar importante como, sei lá, o Empório Alto dos Pinheiros. E se você compartilha comigo deste sonho, bem, saiba que ele pode ser realizado facilmente, a partir desta semana. É que nesta quinta-feira foi lançada a Dogma EAP, uma RIS muito especial. Continue comigo.

O lançamento não poderia ser melhor. a Dogma EAP, como o nome diz, é uma homenagem da cervejaria Dogma à meca cervejeira do Brasil, o Empório Alto dos Pinheiros. Aquela cervejaria é a responsável pelo melhor rótulo de cerveja do Brasil, segundo o website Ratebeer – A Rizoma. Já este bar foi eleito neste ano como o detentor melhor carta de cervejas de São Paulo. O Estilo, como dito acima, é o Russian Imperial Stout, um dos mais admirados pelos amantes de cervejas artesanais. Ela leva em sua composição aveia e café. Café envelhecido em barrica que antes continha – silêncio dramático – o single malt The Balvenie.

Bom, também poderia tomar um single malt por aqui.
Bom, também poderia tomar um single malt por aqui.

A Dogma EAP é a materialização do sonho de qualquer apaixonado por cervejas e whiskies. Não apenas na concepção, como também na execução. Há um claro aroma de café e chocolate amargo, complementado por uma sutil nota de baunilha proveniente da maturação do café.

Nas palavras de Paulo Almeida, sócio do Empório Alto dos Pinheiros “É uma grande alegria participar desse projeto e lançar essa cerveja tão especial. (…) temos imenso prazer em assistir o sucesso que a Dogma tem alcançado com produtos baseados em uma extrema busca por qualidade, trazendo ao mercado receitas incríveis. Sentimos orgulho em participar da história dessa cervejaria e certeza que a cada dia nos supreenderão mais.”

Já de acordo com a cervejaria Dogma “Quando recebemos o desafio de fazer uma cerveja pro EAP muita coisa passou pela nossa cabeça, afinal o EAP não é só um local importante para a cena cervejeira nacional, ele foi importante na nossa formação como cervejeiros! Por isso nós não aceitaríamos fazer nada menos que uma cerveja espetacular”

A Dogma EAP passa a ser vendida a partir desta semana, por R$ 33,00 (trinta e três reais). Ela vem em uma elegante lata de 473ml. E, se você tiver a sorte de passar pelo Empório Alto dos Pinheiros nestas próximas semanas, muito provavelmente poderá degustar a versão em chope da criação.

Nunca foi tão fácil unir paixões.

DOGMA EAP RUSSIAN IMPERIAL STOUT

Cervejaria: Dogma

País: Brasil

Estilo: Russian Imperial Stout

ABV: 10%

IBU: 50

Notas de Prova:

Aroma: café, chocolate em pó, baunilha.

Sabor: Encorpada e com pouca carbonatação. Sabor predominantemente de café, com um pouco de chocolate amargo,  marshmallow, baunilha. O alcool está lá, mas é pouco perceptível.

7 thoughts on “Convergência – Dogma EAP Russian Imperial Stout

  1. Vou provar. Fica do lado de casa.
    Só não entendi uma coisa: a cerveja passou um tempo no barril de whisky ou foi só o café usado?
    Dá pra sentir algo de whisky nela?

    1. João, é, notei que essa dúvida apareceu. O café que foi maturado em barrica de Balvenie, não a cerveja. Dá para sentir a madeira do barril sim (aquela mistura de taninos e baunilha), mas não é algo tão claro como seria em uma Ola Dubh (que é uma porter e não leva café) ou uma Cuvee Delphine. Por outro lado, a EAP me pareceu mais suave, e talvez por conta do uso do café, o sabor de alcool está mais mascarado. Vale muito a pena experimentar!

      Quando provamos pela segunda vez – em dupla – achamos também que ela combinaria absurdamente com charutos – não sei se você fuma.

    2. Olá, esclarecendo, sou Marcelo Franck da Franck’s Ultra Coffee (www.fuc.net.br) o autor do café maturado em barril. Ele ficou por vários meses em estado verde, condicionado em barril e foi torrado de um jeito especial para manter ao máximo as características do grão maturado.
      O café é orgânico e certificado (ECOCERT: 009.320.189-39) e passou por uma etapa de fermentação rápida ainda em forma de fruta, antes de ir para a maturação. Atualmente forneço café também para 3 receitas da Way que são exportadas, para 1 receita da Way (Coffee Irish Red) distribuida pros assinantes do Clube do Malte no concurso Cerveja do seu Jeito; além da cerveja do Mercado do Malte (Coffee Session IPA) feita em conjunto com a Grimpa. Gostamos muito de projetos sob medida, onde o tipo de barril e perfil de torra é aplicado de forma a obter um resultado muito específico na cerveja. Estamos com protótipos sendo trabalhados em várias outras grandes craft breweries no BR e nos EUA também, em breve vem novidades. Uma das características interessantes que os Mestre Cervejeiros reparam, é que as características do barril passam para a cerveja quando aplicada na maturação, por 5 a 7 dias a zero grau. Dá impressão que a cerveja ficou por meses em barris de madeira antes de ser envasada. Vai depender também da quantidade utilizada de grãos inteiros. Abraço
      Abraço.

      1. Olá Marcelo, que legal ver você por aqui, obrigado pelo comentário.

        Muito bacana o trabalho com o café. A Way Coffee Irish já experimentamos, e também é excelente.

        Obrigado pelos esclarecimentos! 🙂

        Abraços,

        Mauricio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *