Drops – Macallan Rare Cask

Macallan Rare Cask

Juvenal – o poeta grego, não o jogador de futebol – escreveu em suas sátiras que “Rara é a união entre o puro e o belo“.

Provavelmente Juvenal se referia a algum conceito misógino, ou à pureza inalcançável do homem, corrompido por um mundo impuro. Não sei. Mas se não fosse um hiato temporal de alguns milênios, eu poderia apostar que Juvenal escrevera a frase na presença de uma garrafa do Macallan Rare Cask. O Rare Cask é a quase perfeita fusão entre beleza, pureza e – como o próprio nome indica – a raridade.

Nas palavras da The Macallan”muito menos do que 1% das barricas maturando na destilaria foram identificadas como capazes de receber o nome Rare Cask. Com raridade como sua essencia, este é um whisky produzido de barricas tão raras que jamais serão usadas para outro whisky da The Macallan. A combinação de barricas de carvalho americano e espanhol de ex-jerez, sendo grande parte delas de primeiro uso, dão origem a um whisky com coloração esplêndida e incontestavelmente amadeirado (…)

De acordo com a destilaria, o Rare Cask é a combinação dos whiskies maturados em algumas das melhores barricas de The Macallan. E tudo bem que “muito menos de 1%” pode ser qualquer numero entre mais de uma centena de barricas ou apenas algumas dezenas. Afinal, os armazéns da The Macallan guardam milhares delas. Mas um por cento continua sendo um corte extraordinário.

Como a maioria das expressões da The Macallan, o Rare Cask não leva corante caramelo. A coloração cobre do whisky completamente natural, e advém exclusivamente das barricas usadas em sua maturação.

Barricas na The Macallan (fonte: http://www.my-lifestyle-news.com/)

Os alambiques da Macallan são alguns dos mais baixos da indústria. Seu desenho patenteado favorece a passagem das moléculas mais pesadas pelo pescoço do destilador, resultando em um destilado bastante oleoso. Além disso, o corte do destilado da The Macallan também é bem justo. Apenas dezesseis por cento do destilado – produzido no meio do processo de destilação no alambique – vira single malt. Do restante, nove por cento (quatro e meio de cada ponta) vai para blended whiskies, como Famous Grouse. O restante, denominado cabeça e cauda, é descartado, ou utilizado em outros processos como limpeza, combustível e mesmo durante uma futura destilação.

O Cão Engarrafado já fez a prova de todas as expressões da The Macallan disponíveis no Brasil. Se quer ler mais, veja nossas provas do Macallan Ruby, Macallan Sienna e Macallan Amber. E aproveite também para saber sobre o Macallan Rare Cask Black, versão defumada do Rare Cask, aqui provado.

Para este Cão, o Macallan Rare Cask possui aroma adocicado e de especiarias, com cravo e chocolate. O sabor é persistente, e acompanha as deliciosas notas do aroma. É um whisky muito semelhante a seu irmão Macallan Sienna, mas bem mais refinado – ou melhor, sofisticado – e oleoso. Por aqui, uma ampola desta raridade sai por aproximadamente R$ 2.100,00 reais. É bastante dinheiro. Mas, afinal, ninguém aqui disse que “barata é a união entre o raro, o belo e o puro“.

MACALLAN RARE CASK

Tipo: Single Malt sem idade definida

Destilaria: Macallan

Região: Speyside

ABV: 43%

Notas de prova:

Aroma: adocicado, frutado. Canela, com um certo aroma de vinho fortificado.

Sabor: Mel, compota de frutas, passas. Final longo e oleoso com mel e pimenta do reino.

Preço: R$ 2.100,00 (aproximadamente)

Disponibilidade: apenas lojas internacionais.

7 thoughts on “Drops – Macallan Rare Cask

  1. Como vai, Maurício?

    Os Macallan são lendários e ainda detém a preferência do 007. Isso não é pra qualquer bebida, certo? haha

    Abraços!

    1. Mestre Robson, como vai? O Ruby é mais puxado para o vinho jerez, mais especiarias e mais frutado. É mais “monotemático” também. O Rare Cask é um super-sienna. É mais adocicado e menos “profundo” que o ruby, mas talvez mais equilibrado. Pense em um Sienna turbinado para o Rare Cask. É muito bom, e por mais que eu seja apaixonado pelo (quase) finado Ruby, acho que o Rare Cask faz mais sentido na linha. Ele é um aperfeiçoamento do mesmo tema, e não uma “extremidade” na proposta da serie 1824.

  2. Olá amigo cão! Esse whisky é bem controverso não é mesmo? Estou namorando para comprar uma garrafa a tempos, mas recuo diante de tanta negativa que leio, principalmente em reviews americanos, os caras odiaram ele lá. Talvez pelo motivo que esperavam muito dele, desceram a lenha e dizem ser um péssimo custo-benefício.
    Gostaria de saber sua sincera opinião, esse Whisky realmente vale a pena? Saúde.

    1. Oséias, ele é um whisky MUITO bom. Eu realmente gostei. Aliás, tive a oportunidade de provar novamente na Escócia, e gostei novamente…rs. Mas entendo que é um produto caro. Voce ja provou o Sienna? Em caso afirmativo, pense no sienna, mais complexo, mais refinado e menos agressivo. É por aí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *