Drops – Dádiva Odonata 2016

Talvez você não tenha acompanhado a história. Mas há uns meses atrás este Cão Engarrafado fez algo que jamais imaginaria. Em parceria com a Cervejaria Dádiva, lançou uma cerveja. Mas não qualquer cerveja. Uma Russian Imperial Stout. Uma Russian Imperial Stout maturada em barricas de single malt das highlands escocesas. Batizada de Odonata #5, a cerveja ficou absolutamente incrível. E olha, isso até pode parecer um texto autopromocional meio esquisito e constrangedor, mas não é não.

É que o mérito é todo da Dádiva. Mesmo antes do lançamento da minha cerveja, acompanhei de perto a cervejaria. E não havia um rótulo sequer que me decepcionasse. Mergulhei na leveza amarga da Venice Beach. Passei perto de um sugar rush com o coco e a baunilha da Tripel Bock. Quase entrei em insolvência ao tentar comprar todas as garrafas e latas que encontrasse pela frente da Spot e Status Quo. E peregrinei por uma garrafa de Dark Sour. Ah e claro – sofri toda vez que abria alguma das irmãs de minha afilhada – a Odonata #4, maturada em barricas de rum, assinada por Cesar Adames, e a Odonata #6, que passou seus meses em barris de cachaça Quinta das Castanheiras.

Não sei se permitir que apadrinhasse um rótulo foi uma forma meio esquisita de me fidelizar como cliente. Provavelmente não, mas posso garantir que (se fosse o caso) teria funcionado muito bem. Porque consigo afirmar com razoável grau de certeza que provei cada um dos lançamentos da cervejaria no ano de 2017. E um dos que mais me surpreendeu foi também o derradeiro. A Dadiva Odonata 2016 (sim, eu não errei o ano), prima de minha afilhada líquida, e igualmente incrível.

Odonatas 2017

A Odonata 2016 é um blend das três primeiras edições da Russian Imperial Stout, que levaram, respectivamente, frutas vermelhas, baunilha e café. A mistura maturou em barris de carvalho americano de reúso por aproximadamente cinco meses e descansou por quase um ano em barris de inox, para finalmente ser blendada e engarrafada. A mistura rendeu mil garrafas.

Nas palavras da cervejaria “A Odonata com frutas vermelhas tem um toque de acidez, enquanto a versão com baunilha tem nuances mais adocicadas. A versão com café de cultivo orgânico da Fazenda Ambiental Fortaleza, parceira da Cervejaria Dádiva, tem fortes notas de tosta que combinam com a robustez da cerveja.” Com este descritivo, a mistura das três só poderia dar incrivelmente certo.

De acordo com Luiza Tolosa, sócia da Dádiva, a criação foi quase uma serendipidade. Um dia, resolveram que misturariam um pouco de cada uma das odonatas, para experimentar. E o resultado foi tão surpreendentemente bom, que decidiram lançar uma série limitada de garrafas com o blend. A cerveja uniu o cítrico e ácido das frutas vermelhas – a preferida de Luiza – com o dulçor da baunilha e o torrado do café.

Se você gosta de cervejas com graduação alcoolica elevada, encorpadas e muito complexas, a Dadiva Odonata 2016 é para você. E se puder, procure e experimente também as demais versões desta Russian Imperial Stout. Especialmente uma tal Odonata #5. É, talvez esse seja um texto autopromocional meio constrangedor.

DÁDIVA ODONATA 2016

Cervejaria: Dádiva

País: Brasil

Estilo: Russian Imperial Stout

ABV: 12%

Notas de Prova:

Aroma: Chocolate, café. Baunilha e uma certa acidez, muito discreta.

Sabor: Encorpada e com pouca carbonatação. O sabor começa adocicado e floral, e progressivamente vai se tornando ácido. O retrogosto é de café.

 

2 thoughts on “Drops – Dádiva Odonata 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *