Kilchoman Port Cask Matured (2018)

Uma vez, contei a vocês como me apaixonei à segunda vista pela incrível Bowmore. O que não contei é que, na mesma viagem, me desiludi com uma destilaria que antes nutria altas expectativas. A Kilchoman – na data de minha viagem, a menor, mais jovem e mais promissora destilaria da ilha de Islay, famosa por seus whiskies enfumaçados.

Não que tenha detestado o lugar. Longe disso. Considerando seu tamanho e juventude, a Kilchoman se saía muito bem. Mas a comparação, talvez injusta de certo ponto de vista, com algumas de suas vizinhas, como Bruichladdich e Bowmore, à deixava em desvantagem. Não havia nada de errado com os maltes da Kilchoman. Mas, minha impressão, é que não havia nada de extraordinário também.

Porém, foi apenas bons dois anos depois, em outra viagem e do outro lado do Oceano Atlântico, que minha impressão se dissipou. Durante uma visita ao incrível Flatiron Room de Nova Iorque, pude provar o Kilchoman Port Cask Matured – single malt da destilaria com 50% de graduação alcoólica, e finalizado em barris de vinho do porto. E, como vocês sabem, tenho uma certa obsessão por whiskies e vinhos do porto.

Flatiron Room

O Kilchoman Port Cask Matured 2018 é o segundo lançamento da Kilchoman de um single malt maturado em barricas de vinho do porto. O primeiro foi lançado em 2014, data em que o new-make spirit (o destilado sem maturação) da segunda edição, lançada em 2018, foi colocada nos barris.Trinta deles, para ser mais exato. A breve maturação ocorreu inteiramente nessas trinta barricas de vinho do porto, o que é algo bem raro.

Sensorialmente, o Kilchoman Port Cask Matured é um whisky enfumaçado e relativamente alcoólico, mas com um dulçor frutado bastante claro, especialmente na finalização. Na opinião – suspeita – deste Cão, há um equilíbrio excelente entre o perfil do destilado e a influência das barricas de porto, ainda que o whisky pareça bastante jovem.

A Kilchoman é uma destilaria bem jovem. Seus primeiros barris foram preenchidos em dezembro de 2005 e seu primeiro whisky – o Inaugural release – foi lançado somente em 2009. Por conta disto, a destilaria não possui estoque com maturação superior a treze anos. Para tentar contornar a quase inevitável juventude de seus maltes, a destilaria emprega uma longa fermentação em seus washbacks – de 85 horas – e alambiques que promovem bastante refluxo, apesar de seu tamanho diminuto.

O Kilchoman Port Cask Matured é um malte jovem e desafiador – adjetivos perfeitamente aplicáveis também à sua destilaria. E é também um testemunho de que a Kilchoman rapidamente despontará como uma das mais incríveis destilarias daquela que já é a mais incrível ilha para um apaixonado por whiskies. Se algum dia eu voltar para Islay, a Kilchoman será minha primeira visita.

KILCHOMAN PORT CASK MATURED

Tipo: Single Malt sem idade declarada – NAS

Destilaria: Kilchoman

Região: Islay

ABV: 50%

Notas de prova:

Aroma: defumado, com frutas secas e cristalizadas

Sabor: Início defumado e medicinal, com carvão e esparadrapo. Frutas cristalizadas. Figo. Uvas passas. Final defumado e frutado.

Com Água: Adicionar água torna o whisky menos agressivo e mais frutado.

4 thoughts on “Kilchoman Port Cask Matured (2018)

  1. Sabe que quando fui tentar meu primeiro Kilchoman eu busquei o Machir Bay, mestre. Acabei não encontrando e achei uma oferta tentadora no Sanaig e resolvi arriscar.
    Estava vendo com bons olhos a nova destilaria, principalmente pela iniciativa de produzir whiskys do modo mais tradicional possível (cevada maltada e seca por eles, nada de corante e NCF), porém foi ao provar o Sanaig que tive a confirmação do potencial deles. Excelente! Ainda que meu coração também tenha sido arrebatado por um Bowmore (15yo) hahahaha.
    Ainda me falta provar um finalizado em Port Cask. Quase foi o Arran, mas acabei ficando com o Amarone.
    Abraço!

    1. Mestre, acho a Kilchoman talentosa, ainda que de certa forma inconstante. Mas você curtiu, então vá na linha deles!

      E Bowmore sempre será o whisky do S2.

  2. Eu acho que a Kilchoman realmente está fazendo um trabalho incrível! Gosto da fumaça com sabor de cinzas deles! Realmente em poucos anos eles vão estar arrebentando! Até agora gostei de todas as versões que tomei!

    1. Você, aí na (verdadeira) capital mundial do whisky deve estar se esbaldando! Eles são irregulares, mas quando acertam, mandam muito bem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *